Acesse e Curta a Fan Page

CURTA A FAN PAGE O PANTERA TRICOLOR NO FACEBOOK

domingo, 4 de abril de 2010

Eliminado da busca do G4 Botafogo buscar vantagem no Torneio Interior

Ficha técnica

São Paulo 5 x 0 Botafogo

Local: Estádio Morumbi, São Paulo-SP
Árbitro: Paulo César de Oliveira
Cartões Amarelos: Alex Silva (São Paulo); Augusto Recife e Jonas (Botafogo)
Gols: Marlos aos 45'/1T, Hernanes aos 14'/2T e 37'/2T, Rodrigo Souto aos 22'/2T e Júnior César aos 24'/2T (São Paulo)

São Paulo
Rogério Ceni; Jean, Alex Silva (Renato Silva), Miranda e Júnior César; Rodrigo Souto, Jorge Wagner (Carlinhos Paraíba), Marlos e Hernanes; Dagoberto (Marcelinho Paraíba) e Fernandinho.
Técnico: Ricardo Gomes

Botafogo
Wéverton; Jonas, Walter, Leandro Amaro e Andrezinho; Rodrigo Pontes, Augusto Recife, Vinícius (Xuxa) e João Henrique (Washington); Adriano e André Neles (Bruno).
Técnico: José Galli Neto







Matéria sobre o Jogo por Luis Augusto - www.wilsonrochafutebol.com.br

O sonho acabou e em pleno domingo de páscoa quem levou o chocolate foi o Botafogo. Marcando mal e sem criar praticamente nada no setor ofensivo o time foi presa fácil para o São Paulo que ainda desperdiçou um pênalti em cobrança infeliz do goleiro Rogério Ceni que foi parar a bola nos braços do goleiro Wéverton. Com a derrota agora o Tricolor não tem mais chances matemáticas de chegar as semifinais do Paulistão e fica agora apenas esperando quem será seu adversário nas semifinais do Troféu do Interior, sendo que neste momento o Oeste de Itápolis estaria se classificando para jogar dois jogos contra o Botafogo.

Sem o volante Ademir Sopa e o zagueiro Cleiton, o Pantera ficou perdido em seu sistema defensivo e não conseguia eliminar as jogadas criadas pelo São Paulo, enquanto isso no ataque apenas Adriano tentava fazer alguma coisa e André Neles, mais uma vez, quando entra desde o início pouco pega na bola. O Tricolor do Morumbi atacou o Botafogo durante praticamente toda a primeira etapa, mas o último toque não era bem feito e o atacante Dagoberto também não estava em uma tarde inspirada.

Mesmo assim o atacante conseguiu sofrer um pênalti. Walter perdeu na corrida esse enroscou com o camisa 25 na grande área. Paulo César de Oliveira não teve dúvidas ao marcar a penalidade máxima. Na cobrança do pênalti, Rogério Ceni fez a paradinha que ele tanto criticou quando tomou gol do atacante Neymar no clássico San-São, mas o goleiro Wéverton foi melhor, mostrando reflexo e defendeu a cobrança bisonha do camisa 01 são-paulino.

Ao contrário do que se poderia imaginar o gol não empolgou o Pantera, que pouco chegava ao ataque. Andrezinho foi à linha de fundo e cruzou, mas André Neles não conseguiu chegar antes que Rogério Ceni. Em outra jogada, o camisa 9 carregou a bola lentamente desde a intermediária em contra-ataque, e Adriano e Andrezinho passava em velocidade pelos lados do campo, mas não receberam a bola e Neles acabou chutando muito mal.

João Henrique, desaparecido do jogo, não conseguia municiar os atacantes na frente e perdia várias bolas armando contra-ataques adversários. Aos 45 minutos, em uma falha na saída de Walter com o meia João Henrique, Miranda roubou a bola e foi avançando com tranquilidade, levando a bola até o meia Marlos que tocou por cima de Wéverton para abrir o placar no Morumbi. “De novo nós tomamos um gol nos minutos finais como foi naquele jogo contra o Santo André, e time que quer chegar não pode ficar tomando gol toda hora no fim, hoje faltou muita coisa para o nosso time”, esbravejou o volante Rodrigo Pontes após a partida.

A segunda etapa voltou, mas o futebol do Botafogo não apareceu em São Paulo e a derrota começava a se transformar em goleada. Marlos fez mais uma boa jogada e só rolou para Hernanes tocar para o gol já sem goleiro e fazer 2 a 0.

Aos 22 minutos, Rodrigo Souto aproveitou escanteio cobrado por Jorge Wagner e marcou o seu terceiro gol na temporada, aproveitando indecisão entre o goleiro Wéverton e o zagueiro Leandro Amaro. Galli via do banco as chegadas fulminantes do time paulistano e tentava com as alterações mudar a equipe e promoveu as entradas de Xuxa e Washington nos lugares de Vinícius e João Henrique, mas nada deu certo.

Um minuto após tomar o terceiro gol, Washington perdeu bola no meio de campo e Dagoberto avançou com velocidade e deu ótimo passe para o lateral Júnior César fuzilar para o gol na cara de Wéverton e marcar o quarto gol são-paulino.

Próximo ao fim do jogo a preocupação do Botafogo já era de não tomar mais gols e piorar o quadro que se desenhava na chuvosa cidade de São Paulo. André Neles deu lugar ao jovem volante Bruno que fazia a sua estreia, mas de nada adiantou. Aos 37 minutos, em mais um erro de passe do zagueiro Walter na saída de jogo e com uma desatenção incrível, a bola acabou chegando ao volante Hernanes que marcou mais um belo gol, o segundo dele no jogo. Final de jogo no Morumbi, 5 a 0.

“Contra time grande não se pode errar tanto como nós erramos, agora é ter paciência e vamos brigar pelo Título do Interior que também é muito importante para nós”, lamentava o técnico José Galli Neto. O volante Rodrigo Pontes não aceitava o comportamento do time em campo e se mostrava completamente irritado com os jogadores Walter e João Henrique. “Nosso time sabe que faltou aquele algo a mais e cada um sabe o que pode render, mas a verdade é que bobeamos demais no campeonato e por isso vamos ficar com o Troféu do Interior.”

O Pantera agora tem em seu último compromisso na primeira fase o já rebaixado Monte Azul na quarta-feira, às 21h50, no estádio Santa Cruz. A comissão técnica vai estudar a possibilidade de poupar os jogadores que estão pendurados com dois cartões amarelos para não correr o risco de perder alguém para o primeiro jogo da semifinal do Interior. Os pendurados com dois cartões no Pantera são: o goleiro Wéverton, os laterais Jonas e Cássio, o volante Vinícius, o meia João Henrique e o atacante Adriano. Já o volante Ademir Sopa e o atacante Malaquias já estão confirmados como baixas pelo departamento médico, pois seguirão se recuperando de suas contusões para atuarem com totais condições na próxima fase. Augusto Recife também está fora por ter recebido o terceiro cartão amarelo, mas por outro lado o técnico José Galli Neto poderá contar com as voltas do zagueiro Cleiton e o atacante Willian que cumpriram suspensão neste fim de semana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário