Acesse e Curta a Fan Page

CURTA A FAN PAGE O PANTERA TRICOLOR NO FACEBOOK

domingo, 30 de maio de 2010

Botafogo vence no Sub-15 e Sub-17 pelo Paulista 2010

CAMPEONATO PAULISTA SUB-15 - 8ª RODADA - 29/05/2010

Batatais 0 x 2 Botafogo - Osvaldo Scatena
Gols; Wilker e Dionatas





CAMPEONATO PAULISTA SUB-17 - 8ª RODADA - 29/05/2010

Batatais 0 x 6 Botafogo - Osvaldo Scatena
Gols: Fernando, Marlon, Guilherme, Daniel, Washington e Daniel




Luiz Muller será o técnico do Botafogo na Série D

GAZETA DE RIBEIRÃO

Pontapé para Série D

Começo de preparação Botafogo define técnico para torneio; dez atletas, entre novos talentos e remanescentes, iniciam teinos

LUÍS AUGUSTO
Especial para a Gazeta

O Botafogo apresenta na tarde de hoje o novo técnico que comandará o time na Série D do Campeonato Brasileiro. Luiz Müller foi o nome escolhido pela BIS e pelo Tricolor e estava em uma lista de quatro nomes cogitados para assumir o time. Luiz Müller já foi auxiliar técnico de Roberto Fernandes no Londrina, Anapolina, Guaratinguetá, Ceará, Vila Nova, Santo André, Brasiliense, Náutico e Fortaleza. Este ano ele assumiu como treinador do próprio Fortaleza na disputa do Campeonato Cearense.

Enquanto aguarda apenas a definição dos últimos pontos e a oficialização do contrato de parceria de cinco anos com a empresa BIS (Brasil International Sporting), que deve ocorrer até amanhã, os jogadores que pertencem ao Botafogo se apresentam hoje para iniciar os treinamentos físicos visando à disputa da Série D do Campeonato Brasileiro.

Dez atletas, entre jovens que acabaram de ser promovidos das categorias de base do clube e alguns remanescentes da campanha do Campeonato Paulista, figuram entre os integrantes do atual elenco do Pantera. Os goleiros Jamilton e Filippi, os laterais Cássio e Luiz Gustavo, os zagueiros Henrique Mattos e Érico, os volantes Vinícius e Sandrinho, o meia Washington e o atacante Conrado iniciaram a preparação com os treinos físicos e os exames clínicos, tudo sob a orientação do preparador físico Luis Fernando Paião e o preparador de goleiros Raphael Santa Cruz.

Nos bastidores o Botafogo trata dos últimos detalhes da parceria com a BIS como a definição de um valor de multa caso um das partes queira interromper o compromisso de cinco anos, qual será a porcentagem de clube e empresa na participação em contratos de jogadores.

“Nós nos reunimos aqui em São Paulo durante todo o dia para conversar sobre o projeto com o Botafogo e estamos muito confiantes em um bom trabalho”, revelou Lucas Lages Pinto, um dos sócios da BIS. O novo gerente de futebol do Bota e sócio da BIS, Marcos Baricala (Baré) terá a responsabilidade de administrar os assuntos relacionados ao futebol em conjunto com o presidente Luiz Pereira e outros diretores assim como José Galli Neto que volta a ser também um gerente de futebol.



JORNAL A CIDADE

Empresa que vai gerir o futebol - a BIS (Brasil International Sport) - indicou e o clube concordou em contratar o profissional

Luiz Muller se apresenta nesta terça-feira ao Botafogo
O Botafogo apresenta nesta terça-feira (1) o seu técnico para a Série D. Por indicação da empresa que vai gerir o futebol - a BIS (Brasil International Sport) - o clube concordou em contratar Luiz Muller.

O ex-jogador do Bragantino, Sport e Gamba Osaka, trabalha com a empresa há 4 anos. Ele já foi auxiliar técnico do Figueirense e do Fortaleza.

Muller se apresenta nesta terça ao Botafogo. O clube também apresentará o meia Daniel Costa, que estava na Ponte Preta e que retorna ao Bota.

Fonte:
http://www.jornalacidade.com.br/editorias/esportes/2010/05/31/luiz-muller-sera-o-tecnico-do-botafogo-na-serie-d.html

sábado, 29 de maio de 2010

Luiz Pereira fala do fechamento da parceria - por Luis Augusto - Eldorado ESPN - 1330AM

Entrevista do reporter Luis Augusto - Eldorado ESPN 1330 AM - com o presidente do Botafogo Futebol Clube Luiz Antonio Pereira sobre o fechamento da parceria.

Pantera fecha parceria

Boa notícia no Santa Cruz Bis Brasil acertou ontem à noite com o Pantera e vai assumir cogestão; reforços devem chegar


LUIS AUGUSTO
Especial para a Gazeta - Planeta Esporte

Um grupo de empresários que representam a Bis Brasil International Sporting, entre eles Marcos Baricala (Baré), ex-jogador do Corinthians e responsável pela avaliação de jogadores, esteve ontem no Estádio Santa Cruz para apresentar a proposta oficial de parceria pelos próximos cinco anos com o clube.

Todas as negociações estavam bem adiantadas e após quase três horas de conversas a confirmação veio do assessor da presidência do Tricolor, Renê Abbad. "Já está tudo certo entre a empresa e o Botafogo. Eles nos mostraram uma lista de jogadores e nós já queremos apresentar os primeiros reforços se possível na terça ou no máximo na quarta."

E não é só com a chegada de jogadores que virão para disputar a Série D do Campeonato Brasileiro que a parceria entre Bis Brasil e Botafogo irá começar. Segundo Renê Abbad mais profissionais chegarão ao Estádio Santa Cruz.

"Eles nos sugeriram o nome de um técnico experiente que nós gostamos e queremos também trazê-lo na terça para ser apresentado com o grupo e eles também vão trazer um gerente de futebol."

Os nomes são mantidos em sigilo e todos esses nomes foram entregues em uma lista que está nas mãos do presidente Luiz Pereira.

Um detalhe ainda chama a atenção nessa parceria. Nesse momento o Bota apenas contará com os profissionais que são representados pela Bis Brasil como jogadores, técnico e gerente de futebol e todos são bancados pela empresa parceira.

Para que a gestão compartilhada possa ser concretizada, o Departamento Jurídico do Botafogo precisa dar um parecer positivo sobre o contrato que foi proposto e o presidente terá de chamar uma reunião extraordinária do Conselho Deliberativo para que assim os conselheiros aprovem a termo que foi apresentado.

"Tudo isso levaria muito tempo e a nossa preocupação era definir a chegada dos jogadores para a Série D, agora cada um vai começar a trabalhar em uma parte para acertarmos todos os últimos detalhes da parceria", relatou Abbad.

Parceira pode assumir base

Além de atuar na administração do futebol profissional, a Bis Brasil também tem interesse em assumir as categorias de base e o departamento de marketing do Botafogo. "Nós recebemos carta branca do Conselho para buscar esse parceiro, mas para que ela seja oficializada precisa passar pelo crivo do próprio conselho por que algumas mudanças terão que ser feitas no Estatuto", afirmou Adalberto Griffo, vice-presidente de Futebol do Botafogo. Se a proposta de cogestão não for aprovada no Conselho Deliberativo, a Bis Brasil apenas cederá os profissionais até o final da Série D, se responsabilizando pelo pagamento de todos e, logo após, os empresários podem se retirar se assim desejarem. Mas se for aprovado pelos conselheiros, o contrato de cinco anos de gestão compartilhada entre Bis Brasil e Botafogo poderá ser oficializado e os empresários poderão atuar nos outros setores que possuem interesse no clube. "Nós queremos é uma gestão compartilhada e em nenhum momento o Botafogo vai poder ficar de fora de qualquer decisão, nenhum parceiro pode ser maior que o Botafogo", lembrou o presidente Luiz Pereira. No dia 1º de junho os jogadores que possuem contrato com o Pantera se reapresentam e já poderão conhecer os novos companheiros que virão por intermédio da nova parceira do clube. Voltam ao Santa Cruz na terça-feira o goleiro Jamilton, o lateral Cássio, os zagueiros Henrique Mattos e Érico, o volante Vinícius, o meia Washington e o atacante Conrado. (LA)

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Parceria encaminhada

Definição no Botafogo Reunião da terça-feira deve oficializar a BIS como gestora do futebol para os próximos cinco anos

LUÍS AUGUSTO
Especial para a Gazeta de Ribeirão

Os diretores do Botafogo prometem fechar com o parceiro até a próxima terça-feira para poder voltar totalmente suas atenções ao campo e jogo, contratação de jogadores e também de um novo técnico.

A empresa BIS (Brasil International Sporting) é a preferida dos cartolas botafoguenses para um acordo -os investidores assumiriam o controle do futebol profissional e amador do clube por cinco anos.

A empresa, que durante oito anos atuou como parceira responsável pelo futebol do Figueirense, também se mostra animada com a possibilidade de chegar ao Botafogo. Entre os jogadores que pertencem à Bis Brasil estão atletas como o zagueiro Chicão, do Corinthians, o volante Henrique, do Cruzeiro, e o lateral Filipe Luis, do Deportivo La Coruña, da Espanha, que era cotado para ir a Copa do Mundo.

Uma nova reunião entre a empresa que pertence ao agente CBF e FIFA José Carlos Lages e os diretores, entre eles o presidente Luiz Pereira, está prevista para hoje, e o fechamento do negócio pode ficar mais próximo. "A definição de tudo ficou para terça porque nós conversamos sobre todos os detalhes e isso leva tempo mesmo" , afirmou Renê Abadd, diretor de futebol.

Enquanto o Botafogo aguarda pelo desfecho da parceria, o clube também corre atrás de outras possibilidades que levantem recursos já a partir do segundo semestre.

O clube busca patrocínios para a camisa e uma grande empresa de Araraquara pode estampar sua marca no uniforme. "Nós conseguimos manter São Francisco Clínicas, Distrinox, Andra, Brascooper e ainda há dois espaços na camisa para negociar onde ficava Embratel e Banco BMG. Essas empresas já foram contactadas para uma possível renovação, mas outras podem chegar também" , disse Rogério Barizza, diretor de marketing do Pantera.

Segundo ele, o Botafogo entrou em contato com uma empresa de marketing esportivo que poderia chegar ao clube para auxiliar na criação de ações que possam trazer novos investimentos ao clube.

Organizadas tentam criação de uma associação - FFT faz parte

Torcidas se unem pela paz em São Paulo
Vinícius Mendes
SÃO PAULO

Brigas, vandalismo e mortes. Nos últimos anos, esses têm sido os termos usados para noticiar fatos envolvendo as torcidas organizadas de São Paulo, como na disputa da semifinal da Copa do Brasil do ano passado, quando torcedores corintianos e vascaínos se enfrentaram: uma morte e vários feridos.

Apagar essa imagem negativa é o principal objetivo de uma reunião que será realizada hoje à noite, na sede da Mancha Alviverde, maior organizada do Palmeiras, com a participação de 18 torcidas do estado. Na ocasião, serão definidos os últimos detalhes para a criação de uma associação de torcidas organizadas do estado.

Diminuir a violência nos estádios e garantir uma representação das torcidas de São Paulo perante o Ministério do Esporte estão entre os principais assuntos da reunião, que ainda tem em pauta formar uma torcida única para a Seleção na Copa de 2014, no Brasil.

– Precisamos parar de brigar, porque sempre que alguém morre nós somos chamados de bandidos, de facção, e não somos isso – afirmou Claudimir Antônio, o Tatinho, diretor da torcida corintiana Gaviões da Fiel.

– Se a violência continuar, nós é que iremos acabar – completou André Azevedo, diretor da Dragões da Real, segunda maior torcida organizada do São Paulo.

Porém, nem todas as organizadas gostaram da ideia. Procurada pela reportagem do LANCE!, a Torcida Jovem, do Santos, afirmou que não pretende se unir às demais nesse projeto de federação, pois confia mais em seu próprio estatuto do que no que será criado.

– Somos organizados internamente e, quando precisamos de alguma representação, nós mesmos a fazemos. E não precisamos de estatuto também, pois já temos o nosso – disse Denis de Almeida, diretor da torcida do Peixe.

A ideia das torcidas agradou também ao presidente da Federação Paulista de Futebol, Marco Polo Del Nero, que prometeu apoio.

– Se o trabalho delas for empenhado em acabar com as brigas, podemos apoiar – concluiu.

TORCIDAS ENVOLVIDAS

Gaviões da Fiel (Corinthians) Estopim da Fiel (Corinthians) Camisa 12 (Corinthians) Pavilhão 9 (Corinthians) Mancha Alviverde (Palmeiras) TUP (Palmeiras) Tricolor Independente (São Paulo) Dragões da Real (São Paulo) Falange Tricolor (São Paulo) Leões da Fabulosa (Portuguesa) Fúria Andreense (Santo André) Esquadrão (Santo André) Fiel Força Tricolor (Botafogo-SP) Comando Azul (São Caetano) Amor Maior (Ponte Preta) Serponte (Ponte Preta) Fúria Independente (Guarani) Guerreiros da Tribo (Guarani)

Ultimas do Botafogo

Saída confirmada Wéverton assina com a Lusa e até já treinou no novo clube; Botafogo diz que negócio foi ‘maravilhoso’

LUÍS AUGUSTO
Especial para a Gazeta

Uma nova proposta foi feita e dessa vez o Botafogo participou das negociações. Assim a Portuguesa conseguiu enfim contratar o goleiro Wéverton, 23 anos —o jorgador já foi apresentado e iniciou ontem os treinamentos com os novos companheiros do time do Canindé.

Na Lusa, Wéverton vai reencontrar dois ex-jogadores do Pantera: o volante Ademir Sopa e o atacante Malaquias, que defendem o clube na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro.

Wéverton assinou contrato com a Portuguesa pelas próximas duas temporadas e mostrou otimismo na chegada. “O objetivo é sempre conquistar títulos. Espero repetir a campanha que tive no Botafogo”, declarou o goleiro. O vínculo com o Botafogo foi encerrado, mas o clube conseguiu manter os 30% dos direitos federativos que tinha sobre o jogador. A multa para tirá-lo do Santa Cruz estava estipulada em R$ 600 mil, mas segundo informações a saída de Wéverton foi concretizada após um acordo. “Não posso revelar o acordo que foi feito, mas foi um negócio maravilhoso para o Botafogo, revelou o diretor de futebol Renê Abadd.

O presidente Luiz Pereira foi a São Paulo para cuidar da transação e também do acerto final com o goleiro. Wéverton deixou o clube, mas quem pode chegar é o empresário José Carlos, dono da empresa Dys Brasil, para acertar os últimos detalhes da parceria para o futebol profissional e das categorias de base do Botafogo. O investidor que mantém sede da empresa na capital paulista encaminhou proposta oficial de parceria aos diretores e tem a intenção de assumir o futebol do Pantera pelos próximos cinco anos —de imediato, injetaria o dinheiro necessário para a contratação de reforços e da comissão técnica para a Série D do Campeonato Brasileiro. O empresário trabalhou durante oito anos dentro do Figueirense com o trabalho direcionado ao futebol e agora procura um novo clube para se abrigar.

“Nós temos de sete a oito propostas, mas essa é a que nós mais gostamos e estamos esperando uma resposta do empresário”, afirmou Adalberto Griffo, vice-presidente de futebol.


Possível parceiro diz que não será dono

Marcos Baricala, um dos sócios da BIS, afirma que ideia é gestão conjunta com o
Botafogo; proposta de cinco anos chega nesta quinta-feira

Jean Vicente

Marcos Baricala, o Baré, garante que não pretende se apoderar do futebol
O presidente Luiz Pereira deve receber nesta quinta-feira a proposta oficial de parceria da BIS (Brasil International Sporting), empresa que foi parceira por oito anos do Figueirense, e que pretende se associar por, pelo menos, cinco anos ao Botafogo.

Nesta quarta-feira, o A Cidade conversou com um dos sócios da empresa, Marcos Baricala, o Baré (ex-jogador do Corinthians e que teve uma rápida passagem pelo Comercial em 1994, quando jogou apenas duas vezes), que ressaltou que a ideia da empresa não é ser dona do clube.

"Não nos associamos a nenhum clube para sermos donos. Somos mais um Departamento dentro do clube. No Figueirense foi assim. Fomos parceiros de 2001 até este ano, mas nunca fomos donos do clube. Tudo é acertado entre a empresa e o clube. Se não for em conjunto com o clube, não nos associamos", afirmou Baré.

terça-feira, 25 de maio de 2010

Primeiros rivais do Pantera na Série D já têm base pronta para a disputa, que começa no dia 18 de julho

Primeiros rivais do Pantera na Série D já têm base pronta para a disputa, que começa no dia 18 de julho

Gazeta de Ribeirão

Enquanto o Botafogo ainda busca um parceiro para montar um time competitivo para o Campeonato Brasileiro da Série D, os primeiros adversários nessa competição mostram que estão mais adiantados.

O primeiro adversário do Tricolor será o Cene, dia 18 de julho, em Campo Grande (MS).O Cene, três vezes campeão estadual, chegou até a Série D após conquistar um torneio seletivo no Mato Grosso do Sul e conseguiu manter uma base do time vencedor com 12 atletas. A partir daí várias contratações já foram feitas, com destaque para alguns artilheiros. O principal nome da equipe é o atacante Pablo, 24 anos, que entrou para a história do Campeonato Sul-Matogrossense ao marcar 22 gols na temporada 2008. Pablo foi negociado com a Traffic e foi para o Ituano, e na sequência se transferiu para o Nacional Potosí na Bolívia.

Outro time que também conseguiu segurar um grande número de jogadores é o Tupi de Juiz de Fora (MG). O Carijó ficou em quinto lugar no Mineirão desse ano e, segundo o técnico Leonardo Conde, 16 jogadores que disputaram a competição estadual devem permanecer e até sexta-feira (28/5) novos jogadores devem ser confirmados. O Tupi ainda trata nos bastidores o fechamento de uma parceria com Cruzeiro ou o América para ceder alguns jogadores que possam integrar o grupo que vai disputar a Série D.

O terceiro adversário será o Madureira e teoricamente o time que estaria numa situação parecida com a do Pantera. Mas a equipe já tem uma base formada com alguns jovens que participaram do Campeonato Carioca. O time terminou o estadual desse ano na nona colocação e apostou em alguns veteranos no primeiro semestre como Marcelo Ramos e Alex Oliveira. O objetivo agora é apostar em jogadores jovens que formarão o elenco do técnico Antônio Carlos Roy.

O Botafogo tem nesse momento apenas oito jogadores que irão se apresentar no dia 1º de junho para início dos treinamentos, mas esse número pode diminuir, pois o goleiro Wéverton pode estar de saída.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Régis assume o Júnior do Botafogo

Régis assume o Júnior do Botafogo

O ex-jogador Régis de Angelis iniciou na manhã desta segunda-feira (24) seu trabalho como novo técnico da equipe de juniores do Botafogo. O treinador comandou o primeiro treinamento e será um dos responsáveis pela formação de uma nova equipe para a disputa do Campeonato Paulista sub-20 que tem início marcado para o dia 31 de julho. É a segunda passagem de Régis nas equipes de base do Botafogo. Em 2006, ele comandou a equipe na Taça SP e no Paulista, além de ter sido auxiliar técnico do time profissional que conquistou o título da Série A-3 do Paulista

“O Régis é um profissional que já demonstrou toda a sua competência aqui no Botafogo e nesta oportunidade, temos a certeza que irá ter sucesso novamente. Ficamos felizes pelo acerto dele conosco”, elogiou o presidente do Botafogo, Luiz Pereira. Um auxiliar-técnico foi contratado para trabalhar ao lado de Régis. Trata-se de Marcelo Nascimento, que já atuou como atleta do Botafogo na década de 90.


FPF divulga grupos e fórmula de disputa do Paulista

A Federação Paulista de Futebol divulgou na tarde desta segunda-feira (24) os grupos e a fórmula de disputa do Campeonato Paulista Sub-20. A competição começará em 31 de julho e será finalizada em 27 de novembro de 2010. O Botafogo está no grupo 2 ao lado de Catanduvense, Votoraty, Lemense, Rio Claro e XV de Piracicaba. Os três melhores de cada grupo passam para a segunda fase onde serão formados quatro grupos de quatro equipes. Nas semi finais e final, o sistema será eliminatório em jogos de ida e volta. A tabela será divulgada até o fim deste mês.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Série D: Botafogo deve contratar 20 jogadores para a competição

O Botafogo começa os trabalhos para o Campeonato Brasileiro da Série D, no dia 01 de junho. Esta foi a data limite que o presidente Luiz Pereira deu para definir uma parceria para o clube e apresentar os jogadores.

"Se a gente conseguir uma parceria, eles trarão alguns jogadores, ajudarão nos custos da competição, caso contrário, o Botafogo vai com o que tem aqui", garantiu o presidente que no elenco conta com apenas oito jogadores.

"Sabemos que teremos que contratar uns 20 jogadores para formar um elenco, além de toda comissão técnica, por enquanto estamos sem nada no clube".

O Botafogo preferiu disputar o Campeonato Brasileiro da Série D do que jogar a Copa Paulista. "É uma competição de nivel nacional, melhor do que jogar uma estadual, vamos confiante em busca do acesso".

O presidente do Botafogo, Luiz Pereira, criticou na Confederação Brasileira de Futebol pela divisão dos Grupos do Campeonato Brasileiro da Série D.

"Foi uma grande surpresa para nós. Estas longas viagens não estavam no nosso planejamento. Agora, teremos que fazer todo uma logística para o clube", comentou o presidente.

"Vamos ter que fazer longas viagens para jogar, ia ser muito mais fácil enfrentar o Oeste e outros times aqui perto da nossa região. Agora, viajar para o Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro e Minas Gerais, não será nada fácil".

Outra reclamação de Pereira é que a CBF não ajuda com nada, nem mesmo as taxas de exame de doping, eles ajudam. Mas, ele acha importante disputar a competição, para tentar ter um calendário para o ano inteiro.

"Sabemos do risco de jogar a Série D, mas, vamos em busca do acesso para termos um calendário para o ano inteiro, é um investimento que pode dar certo ou nos complicar", finalizou o presidente confiante no acesso da equipe.

O Botafogo está no Grupo A8, junto com o Cene-MS, Madureira-RJ e Tupi-RJ. A estreia será contra o amarelão, em Campo Grande, no Estádio Morenão.

Edição dos textos do Futebol Interior.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

BOTAFOGO CONHECE SEUS ADVERSARIOS NA SÉRIE D

CBF divulgou regulamento e tabela da Série D.

Botafogo está no Grupo 8 com Cene-MS, Tupi-MG e Madureira-RJ.

Madureira x Tupi - 18/07
Cene x Botafogo - 18/07

Botafogo x Madureira - 25/07
Tupi x Cene - 25/07

Botafogo x Tupi - 01/08
Madureira x Cene - 01/08

Tupi x Botafogo - 08/08
Cene x Madureira - 08/08

Madureira x Botafogo - 15/08
Cene x Tupi - 15/08

Tupi x Madureira - 22/08
Botafogo x Cene - 22/08

Datas e locais:


Tabela Completa da Série D:
http://www.cbf.com.br/regulamento/tabela_sd2010.pdf

Regulamento da Série D:
http://www.cbf.com.br/regulamento/regulamento_sd2010.pdf

Plano Geral da Série D:
http://www.cbf.com.br/destaques/planogeral190510.pdf

CBF divulga tabela do Campeonato Brasileiro da Série D 2010
Campeonato começa dia 18 de julho e termina no dia 14 de novembro
(CBF.com.br) 19/05/2010 16h41







A CBF, através da Diretoria de Competições, divulga nesta quarta-feira, dia 19 de maio, a tabela do Campeonato Brasileiro da Série D 2010, assim como encaminhou ofício aos presidentes de clubes e federações envolvidos com a tabela, regulamento e o plano de ação da competição.

O Campeonato Brasileiro da Série D será disputado por 40 clubes, em seis fases, como segue abaixo.

1ª fase: os quarenta clubes, divididos em dez grupos de quatro clubes, jogam entre si em turno e returno, dentro de cada grupo, classificando-se os dois primeiros lugares em cada grupo para a fase seguinte;

2ª fase: os vinte clubes classificados na primeira fase, divididos em dez grupos de dois clubes cada, jogam entre si em ida e volta, dentro de cada grupo, classificando-se os clubes vencedores de cada grupo para a fase seguinte;

3ª fase: os dez clubes classificados na segunda fase, divididos em cinco grupos de dois clubes cada, jogam entre si em ida e volta dentro de cada grupo, classificando-se os clubes vencedores de cada grupo e mais os três clubes melhores classificados como segundos dentre os disputantes da terceira fase;

4ª fase: os oito clubes classificados na terceira fase, divididos em quatro grupos de dois clubes cada, jogam entre si em ida e volta, dentro de cada grupo, classificando-se os vencedores de cada grupo para a fase seguinte;

5ª fase: os quatro clubes classificados na quarta fase, divididos em dois grupos de dois clubes cada, jogam entre si em ida e volta, dentro de cada grupo, classificando-se os vencedores de cada grupo para a fase seguinte;

6ª fase: os dois clubes classificados na quinta fase jogam entre si em ida e volta, decidindo o título de Campeão Brasileiro da Série D de 2010

Botafogo confirma participação no Paulista Sub-20

Botafogo confirma participação no Paulista Sub-20

O departamento amador do Botafogo confirmou a participação do clube no Campeonato Paulista Sub-20 que tem início programado para a segunda quinzena de julho. Os custos da competição organizada pela Federação Paulista de Futebol foram viabilizados através de parcerias com empresas. O Tricolor é tetracampeão paulista de juniores e mantém sua tradição em disputar a competição. O objetivo do clube é se preparar para a Copa São Paulo de Juniores do ano que vem.

O planejamento começa a ser definido nesta semana com a contratação de um técnico para a equipe que ainda será montada. “Reunimos toda a diretoria e todos se esforçaram para que pudéssemos viabilizar a disputa da competição, muito importante para os nossos meninos e para o clube. Nós continuamos a contar com toda a colaboração da comunidade botafoguense com o objetivo de nos ajudar a revelar nossos futuros craques”, disse o vice-presidente de desportos amadores do Botafogo, Marco Aurélio Chrisóstomo.

Do site oficial.


Confira entrevista de Renan Leite - Rádio CMN com Marco Aurelio Crisostomo, Vice Presidente de Desportos Amadores

domingo, 16 de maio de 2010

Mapa da Série D

MAPA DA SÉRIE D



Foram rebaixados da Série C 2009:
Sampaio Corrêa - Maranhão
Mixto - Mato Grosso
Confiança - Sergipe
Marcílio Dias - Santa Catarina

Acre - Nauas - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Alagoas - Murici - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Amapá - Santana - Vice-campeão do Estadual 2009
Amazonas - Manaos (ex-América) - Campeão do Estadual 2009
Bahia 1 - Camaçari - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Bahia 2 - Fluminense de Feira - Campeão da Copa Governador do Estado 2009
Ceará - Guarany de Sobral - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Distrito Federal - Ceilândia - 1° melhor colocado do Metropolitano 2010
Espírito Santo - A definir - Campeão do Estadual 2010
Goiás 1 - ? - Morrinhos desistiu - Santa Helena desistiu - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Goiás 2 - ? - Trindade desistiu - CRAC desistiu - Anapolina desistiu - 2° melhor colocado do Estadual 2010

Maranhão - JV Lideral - Campeão do Estadual 2009
Mato Grosso - Vila Aurora - Campeão da Copa Governador de Mato Grosso 2009

Mato Grosso do Sul - Cene - Campeão do Estadual 2010
Minas Gerais 1 - Tupi - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Minas Gerais 2 - Uberaba - 2° melhor colocado do Estadual 2010

Pará - Remo - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Paraíba - Treze - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Paraná 1 - Iraty - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Parana 2 - Operário - 2° melhor colocado do Estadual 2010
Pernambuco 1 - Santa Cruz - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Pernambuco 2 - Central - 2° Melhor colocado do Estadual 2010
Piauí - Flamengo - Campeão da Copa Piauí 2009
Rio de Janeiro 1 - America - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Rio de Janeiro 2 - Madureira - Vice-campeão da Copa Rio 2009

Rio Grande do Norte - Potiguar - Santa Cruz desistiu - Corinthians de Caicó desistiu - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Rio Grande do Sul 1 - São José - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Rio Grande do Sul 2 - Pelotas - Veranopolis desistiu - 2° melhor colocado do Estadual 2010
Rondônia - Vilhena - Campeão do Estadual 2010
Roraima - ? - Baré desistiu - Campeão do Estadual 2010
São Paulo 1 - BOTAFOGO - 1° melhor colocado do Estadual 2010
São Paulo 2 - Oeste- 2º melhor colocado do Estadual 2010

Santa Catarina 1 - Metropolitano - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Santa Catarina 2 - Joinville - Campeão da Copa Santa Catarina de 2009
Sergipe - River - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Tocantins - ? - Araguaína desistiu - Campeão do Estadual 2009

sábado, 15 de maio de 2010

BOTAFOGO VENCE NO SUB15 E COM 2 A MENOS EMPATA O SUB17

6ª RODADA CAMPEONATO PAULISTA - 15/05/2010

SUB-15
Botafogo 2 x 1 Comercial - Santa Cruz
Gols: Wilker 2, Botafogo), Murilo de falta (Comercial)

Olé Brasil 4 x 1 Inter Bebedouro - C T – Santa Iria
Gols: Renan, Jonatas, Gimenes e Duda de pênalti (Olé Brasil) Iago (Inter)

Batatais 0 x 1 Sertãozinho - Dr. Osvaldo Scatena
Gol: Walla (Sertãozinho)

Francana 10 x 0 Jaboticabal - Lancha Filho
Gols: Kenedy 3, Eli 4, Guilherme 2 e Lucas 1 (Francana)




Sub-17

Botafogo 2 x 2 Comercial - Santa Cruz
Gols: Washington, Guilherne de pênalti (Botafogo) Wendel, Renatinho (Comercial)

Olé Brasil 3 x 1 Inter Bebedouro - C T – Santa Iria
Gols: Felipe e Luiz Gustavo, Jaime (Olé Brasil) Gabriel (Inter)

Batatais 1 x 1 Sertãozinho - Dr. Osvaldo Scatena
Gols: Henrique (Batatais), Oto (Sertãozinho)

Francana 3 x 0 Jaboticabal - Dr. Robert Todd Locke
Gols: Maiquinho 2, Luis Gustavo 1 (Francana)




FONTE: www.reneandrade.com.br

Poli promove a Feijoada do Campeão



A tradicional Feijoada do Botafogo será realizada mais uma vez no Poli Esportivo do clube na Vila Tibério. Neste ano, o evento será também em comemoração à conquista do título do Interior no Paulistão feito alcançado no último dia 1 de maio. Todos os botafoguenses estão convidados a participar. Os convites custam R$ 15 para comida à vontade. As bebidas serão à parte. A Feijoada do Botafogo será neste domingo (16), a partir das 12h00.

Confira detalhes da festa:

Cardápio: feijoada completa, arroz, couve, vinagrete, laranja e caipirinha.
Atrações: música ao vivo
Local: Poliesportivo do Botafogo - Rua: Paraíso, 671 - Vila Tibério
Convites: R$ 15,00 (Bebidas à parte. Para comer no local, menores de sete anos não pagam acompanhados por um responsável pagante; de sete a 12 anos apenas R$ 5).
Informações: 3630-3003; 0800-942-8000 (Vendas por telefone)

Pontos de venda: Poli Esportivo, Sede FFT - Rua Gonçalves Dias, 470, TMK Comunicações - Rua Visconde de Inhaúma - Edifício Padre Euclides, 490 - 9º Andar - Sala 901; Salgadinhos Mercedes - Rua Bernardino De Campos; Bar e Mercearia Junqueira e Big Brother Vídeo - Parque Dos Flamboyants.


Rafael Martinez
Assessor de Imprensa

sexta-feira, 14 de maio de 2010

BOTAFOGO E O PLANEJAMENTO PARA SERIE D

Baixe o Adobe Flash Player

Super Raio-X Série D 2010

por Daniel Soares

17h40

Link da fonte: http://www.interney.net/blogs/deprimeira/2010/05/10/super_raio_x_serie_d_2010/

O De Primeira apresenta o melhor guia da Série D do Campeonato Brasileiro que você vai achar na blogosfera mundial.

Uma semana após a final da Copa do Mundo, marcada para o dia 11 de julho em Johannesburgo, iniciar-se-á a segunda edição da Série D do Campeonato Brasileiro. Ano passado, o São Raimundo de Santarém-PA sagrou-se o grande campeão em final emocionante contra o Macaé Sports (RJ) disputada no Colosso do Tapajós. Chapecoense (SC) e Alecrim (RN) também garantiram o passaporte para a Série C, que significa garantia de atividade no segundo semestre. Esta garantia é fundamental na hora de planejar o ano do clube. Para a maioria, o ano termina em abril, no máximo maio, a não ser em caso de classificação para a Série D.

Divisões inferiores do futebol me fascinam. Como diz o João Moreira Salles, o torcedor de time pequeno é um cara de fibra moral. Nessas divisões se encontra o verdadeiro amor incondicional. Não há o apelo fácil das vitórias, nem o marketing dos astros, nem a eletricidade das multidões nos grandes estádios, muito menos o glamour da tv. São campeonatos de contrastes. Inferno para uns, honra para outros, redenção para alguns. São os estádios desertos dos pequenos clubes dos grandes centros e os pequenos estádios cheios dos grandes do interior. A linha tênue entre a humilhação e a ressurreição dos grandes que se desgraçaram. Além de tudo, é a única Série do Campeonato Brasileiro onde todas as 27 unidades da federação estão representadas. Na Série A são apenas nove. Só três deles fora do Sul/Sudeste. Nenhum da região Norte.

A Série D é disputada desde de 2009 com 40 clubes. Até 2008 existiam apenas três séries. As duas primeiras, disputadas por 20 clubes cada uma e em turno e returno. A Série C era disputada por 64 clubes. Os quatro rebaixados da Série B no ano anterior e mais 60 clubes classificados por competições estaduais (os campeonatos estaduais e copas criadas pelas federações). Neste esquema, estados como São Paulo e o Rio de Janeiro, líderes do ranking da CBF, chegavam a ter até quatro vagas cada um. Poucos eram os estados com apenas uma vaga na competição.

Em 2008 a CBF anunciou que criaria a Série D a partir do ano seguinte. Os 20 primeiros colocados na Série C daquele ano garantiram vaga para a competição no ano seguinte. A Série D teria apenas 40 clubes. Assim, são quatro clubes a menos disputando o Brasileiro abaixo da Série B, e menos vagas em disputa pelos estaduais. Os critérios para participação na Série D 2010 são os seguintes:

- Quatro clubes rebaixados na Série C 2009
- Dois representantes de cada um dos nove estados¹ melhores colocados no ranking da CBF
- Um representante dos demais 18 estados¹

Como a maioria das federações criou uma copa estadual para garantir a atividade dos pequenos clubes no segundo semestre, cada federação pode distribuir uma vaga (no máximo) para uma competição que não seja o seu campeonato estadual. Em quase todos os 18 estados¹ que possuem apenas uma vaga, esta é atribuída ao campeão estadual. As exceções são o Piauí, o Mato Grosso do Sul e o Mato Grosso, que classificam os campeões de suas copas estaduais.

O regulamento é o mesmo do ano passado. Na Primeira Fase os 40 clubes são divididos em 10 quadrangulares, avançando à fase seguinte os dois primeiros colocados de cada grupo. A partir da Segunda Fase, inicia-se o mata-mata em jogos de ida e volta, com gol qualificado fora de casa. Permanece a incrível terceira fase em mata-mata com 10 clubes, com classificação para as quartas-de-final dos cinco vencedores e três melhores perdedores. Os quatro semifinalistas ascendem à Série C em 2011.

A motivação deste texto é que, com a conclusão da maioria dos estaduais, 36 dos 40 clubes que disputarão a Série D este ano já estão definidos. A lista é provisória. Como é padrão nas séries subalternas do Brasileiro, é comum que alguns clubes desistam da disputa por falta de condições financeiras. Em 2009 um exemplo foi o tradicional Bangu A.C., do Rio de Janeiro.

Vamos à longa lista:

Rebaixados da Série C 2010:

- Sampaio Correa (São Luís-MA): O tradicional Tricolor de São Pantaleão é o maior de todos os campeões maranhenses, com 28 conquistas. Entretanto não conquista o estadual há sete anos, desde o bicampeonato de 2002/2003. Foi vice-campeão em 2008 e 2009. Em 2010 ocupa por enquanto o 5º lugar na tabela da Copa União, insuficiente para garantir classificação às finais. O Estadual será no segundo semestre. O clube, cuja maior glória nacional é o título da Série C de 1997, faz sua estréia na Série D. Depois do título nacional, o Time do Povo permaneceu na Série B de 1998 a 2002, quando foi rebaixado. Devido a boas campanhas estaduais, mesmo sem o título, entre 2003 e 2009 o Sampaio só ficou de fora da Série C em 2005 e 2006. Em 2008 o 17º lugar garantiu a participação na competição em 2009. Mas no ano seguinte a mesma posição o rebaixou para a Série D.

- Mixto (Cuiabá-MT): O Alvinegro da Getúlio Vargas é o maior de todos os campeões mato-grossenses, com 24 conquistas, a última em 2008. Em 2010 o clube contratou o técnico Roberto Cavalo e os experientes jogadores Adriano Gabiru e Perdigão. Ficou apenas em 5º lugar entre as sete equipes do grupo B e de fora das quartas-de-final. Perdigão e Gabiru foram dispensados. No cenário nacional, o Mixto participou de diversos Campeonatos Brasileiros na fase pré-1987 (quando o campeonato era disputado por cerca de 40 a 50 clubes, chegando a 94 em 1979) e sua melhor posição foi o 15º lugar em 1985. Depois de cambalear nos anos 1990, o Mixto definhou até o cúmulo de se licenciar do Campeonato Mato-Grossense de 2002 e 2003. Depois de voltar, em 2004, o clube se reestruturou aos poucos até o título de 2008, que lhe deu vaga na Série C. No segundo semestre, garantiu participação na competição para o ano seguinte. A última colocação em seu grupo o rebaixou em 2009.

- Confiança (Aracaju-SE): O Dragão do Bairro Industrial possui 17 títulos sergipanos. Os últimos no bicampeonato 2008/2009. Em 2010, acaba de perder o tricampeonato na final para o River Plate (sobre o qual falaremos mais adiante). O clube dos proletários (como são conhecidos seus torcedores) nunca teve grande destaque nacional. Participou da Série B pela última vez em 1992. Entretanto, as boas campanhas estaduais o fizeram um participante constante da Série C. Entre 1994 e 2009 ficou de fora apenas nos anos de 1999, 2000 e 2005. Em 2008 o clube chegou na fase final. Se não chegou perto de subir pra Série B, o 7º lugar (a melhor posição em sua história na competição) lhe valeu a permanência na C para 2009, quando veio o rebaixamento.

- Marcílio Dias (Itajaí-SC): O Rubro-Anil das Avenidas (fundado em 1919) tem apenas um título catarinense no currículo, no distante 1963. Chegou ao cenário nacional com a conquista da Copa Santa Catarina de 2007, que lhe valeu vaga na Série C de 2008. A boa campanha lhe valeu a vaga de 2009. O ano passado foi marcado por dois rebaixamentos: no Catarinense e na Série C. O início de 2010 foi de inatividade no clube, pois a disputa da segundona catarinense (Divisão Especial) acontecerá apenas no segundo semestre, paralela à Série D nacional.

Classificados pelos Estados¹ (pela ordem de classificação no ranking):

São Paulo:

- Botafogo (Ribeirão Preto): O Botinha nunca conquistou títulos de primeira divisão, mas já foi vice paulista (2001), da Série C (1996) e da Série B (1998). Este último lhe valeu suas últimas participações na Série A do Brasileiro entre 1999 e 2002. Em 2010, conquistou o Campeonato Paulista do Interior. Na classificação geral, foi o 7º colocado, melhor entre os clubes sem vaga garantida nas Séries A, B ou C, o que lhe valeu a vaga para estrear na Série D, voltando a uma competição nacional depois de chegar a ter disputado a Série A3 do Campeonato Paulista em 2006.

- Oeste (Itápolis): O Rubrão do Oeste possui títulos em todas as quatro divisões subalternas do Campeonato Paulista, mas apesar de seus 89 anos, só estreou entre os grandes em 2004, quando foi rebaixado. De volta desde o ano passado, em 2010 a equipe ficou em 9º lugar, segundo melhor entre os clubes sem vaga garantida nas Séries A, B ou C, e se classificou pela primeira vez para uma competição nacional.

Rio de Janeiro:

- América (Rio de Janeiro): O tradicional clube rubro do bairro da Tijuca (zona norte do Rio de Janeiro, nas cercanias do Maracanã, mas que tem seu estádio localizado no município de Mesquita, na Baixada Fluminense, a cerca de 40km da capital) volta a uma competição nacional depois de três anos em que quase teve o fim de seu time profissional decretado. Sete vezes campeão carioca (a última em 1960) o Mequinha volta e meia figurou nas decisões entre os grandes mesmo durante seu longo jejum de títulos. Em 1986 chegou às semifinais do Brasileiro e terminou na 3ª colocação. No ano seguinte, ficou de fora do módulo principal da Copa União realizada pelo Clube dos Treze e recusou-se a participar do módulo inferior. Um acordo lhe deu uma vaga na Série A de 1988, quando teve péssima campanha e foi rebaixado. Desde então participou poucas vezes da Série B (a última via convite, no segundo módulo da Copa João Havelange, em 2000). A reestruturação promovida em 2006, com a contratação do técnico Jorginho (atual auxiliar de Dunga na Seleção) pareceu mostrar que o clube voltava a trilhar o caminho dos grandes. Depois de uma ótima campanha, chegou à final da Taça Guanabara, perdida de virada para o Botafogo. Mesmo sem títulos, o América fazia boas campanhas e disputou três das quatro semifinais de turno dos Cariocas de 2006 e 2007, o que lhe valeu vagas nas Série C de 2006 e 2007 e nas Copas do Brasil de 2007 e 2008. Em 2007 fez boa campanha no Brasileiro e chegou à terceira fase, ficando entre os 16 primeiros. Em 2008, porém, tudo desmoronou e o clube foi rebaixado para a segundona carioca pela primeira vez em seus 104 anos de história. Então houve uma nova reestruturação, com a chegada do ex-craque Romário, que assumiu o departamento de futebol, atraiu patrocinadores e parceiros. O América fez excelente campanha na Série B carioca de 2009 (televisionada pela tv a cabo) e foi campeão, com direito ao Baixinho em campo no jogo do título. Na volta à Série A estadual, o começo, sob o comando do técnico Bebeto, foi claudicante. Depois da troca de comando o clube obteve uma série de bons resultados, que se não o classificou para nenhuma das semifinais de turno, garantiu a 5ª colocação geral, a melhor entre os clubes sem vagas nas Série A, B ou C, representando vaga na Série D.

- Madureira (Rio de Janeiro): o tricolor suburbano vem nos últimos anos se afirmando como o melhor estruturado entre os tradicionais clubes de subúrbio do Rio de Janeiro. Enquanto seus co-irmãos naufragam e dívidas e estádios carcomidos, o Madura tem um estádio pequenino, mas muito bem cuidado, salários em dia e estrutura para treinar. Os recursos são garantidos pelos alugueis de diversas lojas no Mercadão de Madureira, enorme centro comercial popular no bairro que lhe dá o nome, construído em terreno de sua propriedade. Isto se reflete em seguidas boas campanhas no estadual (destaque para o título da Taça Rio e o vice-campeonato Carioca de 2006) e consequentes classificações consecutivas para as Séries C (até 2008) e D. No entanto, o clube nunca conseguiu brilhar nos torneios nacionais. Em 2009 foi eliminado na primeira fase da Série D. Para 2010 a vaga foi garantida através do vice-campeonato da Copa Rio 2009 (o campeão se classifica para a Copa do Brasil). No Estadual 2010, o Madureira ficou em 9º lugar.

Rio Grande do Sul:

- São José (Porto Alegre): Em 96 anos de história, o simpático Zequinha esteve na maior parte do tempo no convívio com os grandes do estado, mas nunca conseguiu passar do 4º lugar. A forte concorrência com a dupla Gre-Nal e com os times de Caxias do Sul impediram maiores voos do clube de Passos d’Areia. No entanto, 2010 já é sua segunda participação na Série D (em 2009 foi eliminado na segunda fase), com a vaga obtida através da 4ª colocação no Campeonato Gaúcho, a melhor dentre os clubes sem vagas nas demais séries.

- Pelotas (Pelotas): O Lobão foi o primeiro campeão gaúcho em 1911 (título reconhecido apenas recentemente pela FGF), tendo conquistado o título uma segunda vez em 1930. Rebaixado apenas duas vezes em sua longa história (a última em 1983), o clube tem feito boas campanhas recentemente. Campeão da Copa FGF em 2008, participou da Série D em 2009, quando foi eliminado na Primeira Fase. Este ano foi o sexto colocado no Gauchão, e herdou a vaga na Série D após a desistência do Veranópolis, 5º colocado.

Minas Gerais:

- Democrata (Governador Valadares): O Pantera do Mamudão fez boas campanhas no Campeonato Mineiro entre os anos 1970 e 1990 (foi vice-campeão em 1991 e chegou a disputar a Série B nacional). No fim da década, entrou em decadência e chegou a disputar a segunda divisão mineira entre 2002 e 2005. Em 2007 fez boa campanha no estadual e participou da Série C. Em 2010, fez boa campanha novamente no Mineiro, chegando às semifinais contra o Atlético. 4º colocado, foi o melhor entre os clubes sem vaga nas demais três séries e volta a competições nacionais após três anos.

- Tupi (Juiz de Fora): Nos últimos anos o Galo Carijó tem se afirmado como uma das forças do interior mineiro, demonstrando que o futebol de sua cidade não é apenas celeiro de torcedores para os clubes cariocas (a cidade é muito mais próxima do Rio de Janeiro do que de sua capital, Belo Horizonte). Depois do vice campeonato do Módulo II (segundona mineira) o Tupi participou de competições nacionais em todos os anos desde 2007. Em 2009 chegou às quartas-de-final da Série D e apenas por conta do critério de gols fora de casa ficou sem a vaga na Série C. Em 2010 se classificou como o 5º colocado do Campeonato Mineiro, segundo melhor dentre os clubes sem vaga nas demais três séries.

Paraná:

- Iraty (Irati): Envolvido em parcerias entre seu presidente Sérgio Malucelli, o técnico Vanderlei Luxemburgo e o empresário Juan Figger, o Azulão fez boas campanhas no início da última década, com destaque para o título paranaense de 2002 (quando o estadual não teve a participação dos principais clubes do estado, que disputaram naquele ano a Copa Sul-Minas). Participou consecutivamente da Série C entre 2001 e 2005, com destaque para a 5ª colocação em 2004. Terceiro colocado no Campeonato Paranaense de 2010, o melhor entre os clubes sem vaga nas demais séries, retorna a uma competição nacional.

- Operário (Ponta Grossa): Clube tradicional da Região dos Campos Gerais do Paraná, o Operário Ferroviário ainda conta com uma apaixonada torcida depois de 15 anos fora da primeira divisão estadual. No Paranaense 2010, ano do retorno à elite local, o clube teve uma média de público de quase 4 mil torcedores por jogo, inferior apenas às da dupla Atle-Tiba. A paixão foi correspondida em campo. 5º colocado, o Operário foi o segundo melhor dentre os clubes sem vaga nas demais Séries, e assim volta a disputar o Brasileiro 20 anos após a 4ª colocação na Série B de 1990, que quase o levou a disputar a Série A.

Pernambuco:

- Santa Cruz (Recife): O Santinha é um dos dois gigantes que disputarão a Série D em 2010. 24 vezes campeão pernambucano (a última em 2005), por diversas vezes na Série A, proprietário do estádio do Arruda, com capacidade para 60 mil pessoas (maior do Nordeste). A torcida cobra-coral já foi considerada a maior de Recife (o que lhe vale o apelido de O Mais Querido). Embora pesquisas recentes apontem que a torcida do rival Sport já é maior, o Santa ainda é o mais popular nas classes populares e contou com média de público superior a 30 mil pagantes por jogo na Série D 2009. É inacreditável que o Santa Cruz estivesse na Série A há apenas quatro anos atrás, quando foi o lanterna. Iniciou-se então uma incrível sequência de rebaixamentos. Quando a Série C parecia ser a pior provação para um clube de grande torcida, anunciou-se a criação da Série D. Sem conseguir ficar entre os 20 primeiros da Série C em 2008, o abismo aumentou de tamanho.O Santa Cruz se viu sem nem mesmo a garantia de disputar a Série D. Depois de garantir sua vaga a duras penas no campeonato estadual, o Tricolor foi eliminado da Série D 2009 logo na primeira fase. Passou o restante do segundo semestre disputando a inexpressiva Copa Pernambuco (destinada aos clubes do estado sem atividades nacionais). Entretanto, o título da competição lhe valeu vaga na Copa do Brasil 2010, onde apesar de não ter ido além das oitavas-de-final, voltou a frequentar o noticiário esportivo nacional de maneira positiva após tantos reveses ao eliminar o Botafogo, na segunda fase, em pleno Engenhão. O 3º lugar no Pernambuco 2010 (atrás da dupla rival Sport e Náutico, ambos na Série B) mantém o clube sem títulos de expressão, mas garante sua segunda participação na Série D, de onde vai tentar, mais uma vez, trilhar seu longo caminho de volta ao convívio dos grandes.

- Central (Caruaru): A Patativa do Agreste é um tradicional complicador da vida dos grandes de Pernambuco. Frequentador assíduo das fases decisivas do Campeonato Pernambucano, foi vice-campeão em 2007. Nacionalmente, o Central conquistou a Taça de Prata (equivalente à atual Série B) em 1986, mas ficou de fora da divisão principal em 1987 quando foi disputada a Copa União (com apenas 16 clubes no módulo principal, em oposição aos 48 do ano anterior), promovida pelo recém-fundado Clube dos Treze sem base nas posições obtidas no ano anterior. O Alvinegro disputou a Série B pela última vez em 1997. Depois de diversas participações na Série C, disputa a Série D pela segunda vez (em 2009 foi eliminado na segunda fase) depois de ser o 4º colocado no Pernambucano 2010.

Bahia:

- Camaçari (Camaçari): Profissionalizado há apenas 20 anos (inicialmente como o nome de Fluminense de Camaçari), o azul e branco fez algumas boas campanhas nos últimos anos. Em 2010 disputou mais uma vez as semifinais do Campeonato Baiano, obtendo a 3ª colocação na classificação geral, atrás apenas da dupla Ba-Vi (o Bahia na Série B e o Vitória na Série A), classificando-se para sua estreia na Série D.

- Fluminense (Feira de Santana): O Touro do Sertão é reconhecido como o terceiro time mais importante da Bahia e maior torcida do interior. Duas vezes campeão baiano (1963 e 1969) o Flu não chega na final desde 2002 (quando o campeonato não contou com a participação da dupla Ba-Vi, que disputaram o Campeonato do Nordeste). A vaga na Série D 2010, segunda disputa consecutiva (em 2009 foi eliminado na segunda fase), veio através da conquista da Copa Governador do Estado 2009. No Campeonato Baiano 2010 o Fluminense foi eliminado na segunda fase, ficando em 7º lugar na classificação geral.

Goiás:

(Morrinhos estária com a vaga, mas a FGF informou que não terá representantes)
- Santa Helena (Santa Helena de Goiás): Com diversas participações na primeira divisão goiana, o Fantasma do Interior sofreu na última década da síndrome de “iô-iô” subindo e descendo. O último de seus três títulos da segundona goiana foi em 2008. Em 2010, o time do coração do governador do estado, Alcides Rodrigues, fez a melhor campanha de sua história no Campeonato Goiano. Nas semifinais, eliminou o Vila Nova, vencendo as duas partidas contra o time da capital, no Serra Dourada e em casa. Na final contra o Atlético Goianiense, o SHEC sofreu uma goleada de 4x0 na primeira partida no Serra Dourada, tendo seu primeiro vice-campeonato sacramentado após enova derrota em seus domínios. Seu primeiro vice estadual lhe valeu a estréia em competições nacionais na Série D 2010.

- C.R.A.C. (Catalão): O Clube Recreativo e Atlético Catalão é o único clube do interior a ter conquistado o Campeonato Goiano mais de uma vez (1967 e 2004). Em 2005 o Leão do Sul fez sua melhor campanha nacional com a 5ª colocação na Série C. Em 2009 o clube disputou a Série D e foi eliminado na primeira fase. Sexto colocado no Campeonato Goiano de 2010 herdou a vaga do Anapolina, 5º colocado, que desistiu.

Santa Catarina:

- Joinville (Joinville): Apesar das dificuldades dos últimos anos, o JEC é considerado pela imprensa local como um dos quatro grandes do estado (os outros sendo Avaí e Figueirense, da capital; e o Criciúma, da cidade homônima). Carregando o nome da maior cidade do estado (tanto em população como em PIB), dona de considerável parque industrial, o Tricolor conquistou por 12 vezes o Campeonato Catarinense, sendo o último no bicampeonato 2000/2001. A década seguinte foi de constante decadência, até a péssima campanha de 2007, quando só não foi rebaixado no torneio estadual pela existência, naquele ano, de um torneio entre os últimos colocados da primeira divisão e os primeiros da segunda divisão valendo uma vaga na elite de 2008, conquistada pelo Joinville. Tem vaga garantida na Série D deste ano desde a conquista da Copa Santa Catarina 2009. Em 2010 fez ótima campanha no Estadual, conquistando o Primeiro Turno e chegando às semifinais do Segundo. Na final, foi derrotado nas duas partidas contra o Avaí e ficou com o Vice-campeonato. A classificação para a Série D representa a volta ao Campeonato Brasileiro pela primeira vez em três anos, após a disputa da Série C em 2007.

- Metropolitano (Blumenau): O Metrô é um clube novo, fundado em 2002 para que a cidade não ficasse sem clubes de futebol profissional, após o fim do Blumenau Esporte Clube. Em 2006 fez sua estreia na elite estadual. Em 2008 debutou em torneios nacionais, na Série C. Em 2009, foi vice-campeão da Copa Santa Catarina. Como o campeão Joinville foi vice-campeão catarinense em 2010, o Verdão herdou a vaga e garantiu sua segunda participação na Série D.

Ceará:

- Guarany (Sobral): O Bugre Sobralense nunca conquistou títulos de primeira divisão, mas já esteve na Série B do Brasileiro, em 2002, após ter sido terceiro colocado da Série C em 2001 e do vice-campeão Malutron ter pedido licensa. Logo no ano seguinte, porém, o Cacique do Vale estava de volta à Série C. Depois de sofrer o efeito “iô-iô” no Campeonato Cearense (e conquistar mais dois dos seus quatro títulos na segunda divisão estadual, em 2005 e 2008) o Guarany fez ótima campanha no estadual de 2010, sendo vice-campeão dos dois turnos, perdendo as finais para os grandes da capital, Fortaleza (Série C) no primeiro e Ceará (Série A) no segundo. O terceiro lugar geral foi suficiente para voltar a uma competição nacional após sete anos.

Pará:

- Remo (Belém): O Clube do Remo é outro gigante que disputará a Série D este ano. Sua devastadora crise consegue ter contornos ainda piores do que a do Santa Cruz. 42 vezes campeão paraense (as últimas em 2007 e 2008), o Leão é dono da maior torcida do Norte do país (segundo pesquisa Ibope). Ausente da Série A desde 1994, os azulinos disputaram a Série B por 10 anos consecutivos. Em 2000, o Remo foi terceiro colocado do módulo amarelo (equivalente à Série B) na Copa João Havelange e, pelas regras daquele torneio, se classificou para as oitavas-de-final, junto aos clubes do módulo principal, onde foi eliminado. Apesar disso, o clube foi relacionado de volta à Série B em 2001 pela CBF. Depois de alternar campanhas boas e ruins, o Remo foi rebaixado em 2004. Em 2005, com a melhor média de público das três séries do Brasileiro, o Remo foi campeão da Série C e retornou à B. Em 2007, no entanto, houve um novo rebaixamento e se iniciou o calvário remista. Se a queda para a Série C era a pior coisa que se podia imaginar, a eliminação precoce em 2008 significou que nem isso o clube teria no ano seguinte. Com uma campanha que começou muito mal no Campeonato Paraense de 2009, os azulinos descobriram que a Série D não era a pior coisa a acontecer a um time. Era possível não se classificar para disputa-la. O estado possuía apenas uma vaga na competição. Após uma campanha de recuperação no segundo turno do estadual, o Remo conseguiu chegar à final do turno, eliminando nas semifinais o arqui-rival Paysandu. Na final, porém, o Remo foi derrotado pelo São Raimundo de Santarém, perdendo para este a vaga na Série D (o clube do interior terminaria campeão). No segundo semestre de 2009 sobrou ao Remo disputar a inexpressiva Taça Comemoração dos 40 anos da FPF, que conquistou, mas que não vale vaga para nenhuma competição. O Campeonato Paraense de 2010 permanece em disputa. No primeiro turno o Remo perdeu a final para o Paysandu, que assim se garantiu na decisão do campeonato. No segundo turno, ainda em andamento, um empate no Re-Pa válido pela semifinal garantiu o Leão (que tem melhor campanha) na final do turno contra o Águia de Marabá. Como Paysandu e Águia estão na Série C, independente da posição que conquistar na classificação geral, o Remo garantiu enfim sua estréia na Série D, primeiro passo para o caminho da redenção.

Rio Grande do Norte:

(Segundo informações desistiu e entrará o Santa Cruz - RN)
- Corinthians (Caicó): Campeão Potiguar de 2001, o Galo do Seridó faz sua estréia em competições nacionais. A vaga foi conquistada com o vice-campeonato Potiguar em 2010 após ter vencido a Copa RN, o primeiro turno, derrotando na final o América de Natal, o Corinthians acabou derrotado nas finais do campeonato pelo outro grande da capital, o ABC (Série C).

Alagoas:

- Murici (Murici): O verde e branco da cidade governada pelo filho do senador Renan Calheiros (Renanzinho) conquistou seu primeiro título ao se sagrar campeão alagoano de 2010, derrotando nas finais o ASA (que está na Série B), vencendo as duas partidas, em Murici e em Arapiraca. O título lhe valeu a vaga.

Distrito Federal:

- Ceilândia: O Ceilândia, antigo Dom Bosco, acabou de conquistar o primeiro título de primeira divisão de sua história: campeão metropolitano² de 2010, derrotando nas finais o Brasiliense. O título de Brasília valeu ao Gato Alvinegro sua estréia na Série D. Outros Brasileiros disputados pelo Ceilândia foram a Série B em 1989 e a Série C em 2004, 2005, 2006 e 2007.

Espírito Santo:

- Indefinido. O Campeonato Capixaba 2010 vale uma vaga na Série D e segue em andamento. A primeira fase se encerrou no último final de semana e os confrontos das semifinais estão definidos. Os tradicionais Vitória e Rio Branco (que defende o título), da capital, enfrentam respectivamente Jaguaré e Rio Bananal. As equipes do interior buscam seu primeiro título.

Paraíba:

- Indefinido: O Campeonato Paraibano de 2010 também segue em andamento. Faltando uma rodada para a conclusão do quadrangular final, três equipes disputam o título. No próximo final de semana, o líder Treze, com 10 pontos, garante o título se vencer o clássico de Campina Grande contra o Campinense, que com 7 pontos está em terceiro lugar e conserva poucas chances. O vice-líder Botafogo, com 8 pontos, precisa vencer o lanterna Sousa (3 pontos) jogando em João Pessoa, e ainda torcer para uma vitória do Campinense. Caso haja empate em Campina Grande, o time da capital precisa de pelo menos 5 gols de diferença sobre o time do Sertão para levar o título. O Campinense, que tem vaga na Série C e não depende do estadual para disputar o Brasileiro, pode ser campeão caso goleie o rival da cidade por pelo menos 4 gols de diferença e o Botafogo não vença o Sousa. Na hipótese de um improvável título do Campinense (Série C), a vaga na Série D fica com o vice, que seria neste caso obrigatoriamente o Treze.

Maranhão:

- J.V. Lideral (Imperatriz): Ao contrário da maioria dos estados, o Maranhão classifica para a Série D o campeão estadual do ano anterior, e não do ano corrente. O J.V. Lideral disputou a primeira divisão do estado pela primeira vez em 2009 e logo no primeiro ano conquistou o Campeonato Maranhense, derrotando nas finais o tradicional Sampaio Correa, da capital.

Amazonas:
- Manaos (Ex-América) (Manaus): Assim como o Maranhão, o Amazonas também classifica para a Série D o seu campeão do ano anterior. Em 2009 o América encerrou jejum de 15 anos e conquistou seu sexto Campeonato Amazonense, garantindo sua primeira participação no Campeonato Brasileiro desde a Taça de Bronze de 1983. Em 2010 o América não fez boa campanha no estadual. Em nenhum momento esteve entre os líderes e ficou de fora das finais, obtendo a 6ª colocação no geral. O campeão, inédito, foi o Peñarol de Itacoatiara.

Mato Grosso do Sul:

- CENE (Campo Grande): O Clube Esportivo Nova Esperança era da cidade de Jardim, mas transferiu-se para a capital do estado. Com apenas 11 anos de existência, o primeiro clube do atacante Keirrison já conquistou 3 Campeonatos Sul-Mato-Grossenses, em 2002, 2003 e 2005. Garantiu a vaga na Série D com a conquista da Copa Governador André Pucinelli 2009. No estadual de 2010, ainda em curso, ocupa a liderança do grupo B. Os quatro primeiros avançam às Quartas-de-Final.

Sergipe:

- River Plate (Carmópolis): A Sociedade Esportiva River Plate tem as mesmas cores, escudo e uniforme de seu homônimo argentino mais famoso. Em ascensão meteórica, foi campeão da série A2 sergipana em 2009 e já no ano de estrEia da elite conquistou o Campeonato Sergipano 2010. O clube conta com o patrocínio da banda de forró Calcinha Preta.

Piauí:

- Flamengo (Teresina): Dezenove vezes campeão piauiense, o Esporte Clube Flamengo está em boa fase depois de ter sido, pela primeira vez em sua história, rebaixado no campeonato estadual em 2007. Através de uma manobra, disputou a segunda divisão no mesmo ano, mas não conseguiu subir. Em 2008, conquistou a segundona estadual e a Copa Piauí, classificando-se para voltar à elite do estado e para a Série D 2009 (onde foi eliminado na primeira fase). No ano seguinte, conquistou o 19º título piauiense e o bicampeonato da Copa Piauí, garantindo a segunda participação consecutiva na Série D. No Piauiense 2010 o Flamengo foi o penúltimo colocado do primeiro turno, vencido pelo Comercial de Campo Maior. No segundo turno o rubro-negro se recuperou e lidera a competição, que está na metade. O vencedor do segundo turno enfrentará o Comercial nas finais.

Mato Grosso:

- Vila Aurora (Rondonópolis): Campeão Mato-Grossense de 2005, o Vila Aurora garantiu vaga para a Série D pela conquista em 2009 da agora extinta Copa Governador do Mato Grosso. No Campeonato Mato-Grossense 2010 o Tigrão foi eliminado nas semifinais no clássico da cidade contra o União Rondonópolis (clássico Uni-Grão), que acabou sendo o campeão. A partir de 2011 o campeonato estadual valerá classificação para a Série D, além da vaga na Copa do Brasil.

Acre:

- Indefinido: O Campeonato Acreano de 2010 está na fase semifinal. O Rio Branco (que tem vaga na Série C) enfrenta o Plácido de Castro e o Nauás terá por adversário o Atlético Acreano.

Rondônia:

- Indefinido: O Campeonato Rondoniense 2010 permanece em disputa. Como no vizinho Acre, o campeonato está em sua fase semifinal. Os confrontos valendo vaga na final serão entre Espigão, de Espigão do Oeste, e VEC, de Vilhena; e entre o Ariquemes e o Rolim de Moura, das cidades de mesmo nome.

Tocantins:

- Araguaína (Araguaína): O Araguaína de Futebol e Regatas, fundado em 1997, é o sucessor do Araguaína Futebol Clube, extinto em 1996. Tem feito excelentes campanhas no Campeonato Tocantinense. Campeão em 2006 e 2009, disputou seis finais nas sete edições do campeonato entre 2004 e 2010. Neste último final de semana foi realizada a partida de ida das finais do Tocantinense 2010. Em Araguaína, o time da casa venceu o Gurupi por 1x0 e só precisa de um empate para sagrar-se bicampeão em Gurupi.

Amapá:

- Santana (Santana): Sete vezes campeão amapaense (a última vez em 1985), o Santana encerrou as atividades do futebol profissional no final dos anos 1980. Voltou a disputar o Campeonato Amapaense em 2009, e logo no primeiro ano foi vice-campeão, perdendo as finais para o São José. Como o clube da capital desistiu de disputar a Série D em 2010, o Canarinho Milionário herdou a vaga. O Campeonato Amapaense 2010 será disputado no segundo semestre.

Roraima:

- Baré (Boa Vista): Em 2010 o Baré venceu os dois turnos do Campeonato Roraimense conquistando assim seu nono título e a vaga para a Série D.

¹ Consideram-se nesta categoria os 26 estados e o Distrito Federal.
² Nome oficial do Campeonato Brasiliense.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Só faltam 4 para a Série D - Na segunda sai a tabela

O Campeonato começa apenas no dia 18/07 após a Copa do Mundo da Africa, mas os primeiros adversários dos clubes paulistas na Série D começam a ser definidos, faltam apenas 4 equipes (ES, AC, RO e PB)

A data para desistências da Série D foi prorrogada para a próxima sexta 21/05.
http://www.cbf.com.br/destaques/oficioseried140510.pdf

MAPA DA SÉRIE D


PALPITE NA FORMAÇÃO DOS GRUPOS REGIONALIZADOS (1)


PALPITE NA FORMAÇÃO DOS GRUPOS REGIONALIZADOS (2)


Foram rebaixados da Série C 2009:
Sampaio Corrêa - Maranhão
Mixto - Mato Grosso
Confiança - Sergipe
Marcílio Dias - Santa Catarina

Acre - A definir - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Alagoas - Murici - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Amapá - Santana - Vice-campeão do Estadual 2009
Amazonas - Manaos (ex-América) - Campeão do Estadual 2009
Bahia 1 - Camaçari - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Bahia 2 - Fluminense de Feira - Campeão da Copa Governador do Estado 2009
Ceará - Guarany de Sobral - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Distrito Federal - Ceilândia - 1° melhor colocado do Metropolitano 2010
Espírito Santo - A definir - Campeão do Estadual 2010
Goiás 1 - Morrinhos - Santa Helena desistiu - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Goiás 2 - CRAC - - Anapolina desistiu - 2° melhor colocado do Estadual 2010
Maranhão - JV Lideral - Campeão do Estadual 2009
Mato Grosso - Vila Aurora - Campeão da Copa Governador de Mato Grosso 2009

Mato Grosso do Sul - Cene - Campeão do Estadual 2010
Minas Gerais 1 - Democrata GV - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Minas Gerais 2 - Tupi - 2° melhor colocado do Estadual 2010

Pará - Remo - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Paraíba - A definir - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Paraná 1 - Iraty - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Parana 2 - Operário - 2° melhor colocado do Estadual 2010
Pernambuco 1 - Santa Cruz - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Pernambuco 2 - Central - 2° Melhor colocado do Estadual 2010
Piauí - Flamengo - Campeão da Copa Piauí 2009
Rio de Janeiro 1 - América - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Rio de Janeiro 2 - Madureira - Vice-campeão da Copa Rio 2009

Rio Grande do Norte - Santa Cruz - Corinthians de Caicó desistiu - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Rio Grande do Sul 1 - São José - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Rio Grande do Sul 2 - Pelotas - Veranopolis desistiu - 2° melhor colocado do Estadual 2010
Rondônia - A definir - Campeão do Estadual 2010
Roraima - Baré - Campeão do Estadual 2010
São Paulo 1 - BOTAFOGO - 1° melhor colocado do Estadual 2010
São Paulo 2 - Oeste- 2º melhor colocado do Estadual 2010

Santa Catarina 1 - Metropolitano - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Santa Catarina 2 - Joinville - Campeão da Copa Santa Catarina de 2009
Sergipe - River - 1° melhor colocado do Estadual 2010
Tocantins - Araguaína - Campeão do Estadual 2009

terça-feira, 11 de maio de 2010

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Sub-15 e Sub-17 do Pantera vencem e no próximo sábado tem ComeFogo

JOGOS DA 5º RODADA - 08/05/2010

SUB 15
Comercial 0 x 1 Batatais - Palma Travassos
Olé Brasil 2 x 1 Francana - C T – Santa Iria
Inter Bebedouro 0 x 4 Botafogo - Sócrates Stamato
Jaboticabal 1 x 5 Sertãozinho




SUB 17
Comercial 2 x 1 Batatais - Palma Travassos
Olé Brasil 3 x 1 Francana - C T – Santa Iria
Inter Bebedouro 0 x 5 Botafogo - Sócrates Stamato
Jaboticabal 0 x 1 Sertãozinho - Dr. Robert Todd Locke




JOGOS DA 6º RODADA DO SUB-15 (09:00) E SUB-17 (10:45) - 15/05/2010
Botafogo x Comercial - Santa Cruz
Olé Brasil x Inter Bebedouro - C T – Santa Iria
Batatais x Sertãozinho - Dr. Osvaldo Scatena
Francana x Jaboticabal - Dr. Robert Todd Locke


Fonte: www.reneandrade.com

quinta-feira, 6 de maio de 2010

domingo, 2 de maio de 2010

BOTAFOGO CAMPEÃO DO INTERIOR!



Botafogo 1 x 0 São Caetano - Botinha entra na galeria de campeões

Ribeirão Preto, SP, 01 (AFI) – O Botafogo é o campeão da quarta edição do Torneio do Interior do Campeonato Paulista. Em um jogo dramático e que garantiu emoção até o último minuto, o time de Ribeirão Preto venceu o São Caetano, por 1 a 0, na noite deste sábado, no Estádio Santa Cruz. O gol do título foi anotado pelo lateral-direito Jonas. O time da casa devolveu o placar do primeiro jogo, ficando com o título por ter a melhor campanha.

Além de levantar a taça de melhor clube do Interior, o Botafogo garante também uma premiação de R$ 250 mil. Em quatro edições do realizadas neste formato, até agora, o Torneio do Interior teve quatro campeões diferentes. Antes já haviam conquistado o troféu o Guaratinguetá, em 2007; o Barueri (atual Grêmio Prudente), em 2008; e a Ponte Preta, em 2009.

Agora, o Botafogo deve entrar em recesso provavelmente até junho. Isso porque o time disputará a Série D do Brasileiro, que tem início previsto para 18 de julho. Por outro lado, o time do ABC paulista já volta suas atenções para a Série B, onde estréia contra o Figueirense, sábado, em São Caetano do Sul.

Azulão joga com o regulamento
O São Caetano entrou em campo disposto a jogar com o regulamento embaixo do braço. Com a vantagem do empate em mãos, o time do ABC preferiu não se expor. Exerceu uma forte marcação sobre o Botafogo e tentou explorar as jogadas de velocidade, sempre nas costas dos alas Jonas e Jackson.

Aos quatro minutos, o Azulão chegou a abrir o placar, mas o lance acabou impugnado. Após cobrança de falta do meia Éverton Ribeiro da direita, o árbitro entendeu que o lateral-direito Artur, impedido, acabou atrapalhando a visão do goleiro antes da bola entrar.

Precisando da vitória, o Botinha tentou tocar a bola no campo de ataque, mas mostrou um pouco de instabilidade para criar as jogadas. Prova disso é que o único lance de maior perigo foi do time do ABC, aos 41 minutos. Everton Ribeiro chutou rasteiro e a bola desviou em Jackson antes de sair rente a trave.

Prêmio para o mais ofensivo
Na segunda atapa, o Botafogo voltou mais ofensivo, sobretudo depois da entrada do meia Washington na vaga de João Henrique, apagado no primeiro tempo. A primeira boa defesa do goleiro Luiz, no jogo, aconteceu aos 12 minutos. Após bola levantada na área, o arqueiro defendeu uma cabeçada firme, no centro do gol.

A proposta das duas equipes ficou ainda mais clara conforme o tempo passou. Enquanto o técnico do Azulão, Roberto Fonseca, sacou o atacante Fábio para a entrada do zagueiro Matheus, o comandante tricolor, José Galli Neto, colocou o atacante André Neles na vaga do ala Jackson.

Mesmo com três atacantes em campo, quem apareceu para resolver no Pantera foi um lateral. Na verdade, dois laterais. Aos 29 minutos, o ala Andrezinho, que começou atuando como meia até a saída de Jackson, escapou pela esquerda e cruzou. Jonas surgiu como um raio na segunda trave e cabeceou no ângulo direito de Luiz.

Faltando 15 minutos para o fim, bateu o desespero no São Caetano, que tentou reagir logo em seguido. Empurrado pela torcida, no entanto, a equipe de Ribeirão Preto mostrou maturidade e soube controlar o resultado até o final.

Ficha Técnica

Botafogo 1 x 0 São Caetano

Local: Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP).
Árbitro: Antônio Rogério Batista do Prado
Cartões Amarelos: Jonas, João Henrique, Malaquias e Freire (Botafogo); Arthur e Anderson Marques (São Caetano)
Gols: Jonas aos 29'/2T (Botafogo)

Botafogo
Weverton; Cleiton, Freire e Rodrigo Pontes; Jonas, Augusto Recife, Andrezinho, João Henrique (Washington) e Jackson (André Neles); Willian (Walter) e Malaquias.
Técnico: José Galli Neto.

São Caetano
Luiz; Arthur (Wanderley), Marcelo Batatais, Anderson Marques e Bruno Recife; Jairo, Moradei, Fernandes e Everton Ribeiro; Hugo (Eduardo) e Fábio (Matheus).
Técnico: Roberto Fonseca.

sábado, 1 de maio de 2010

BOTAFOGO X SÃO CAETANO

Troféu do Interior: São Caetano joga por empate contra Botafogo para ser campeão
Após derrota por 1 a 0, no ABC, Pantera precisa vencer em casa se quiser ficar com o título e os R$ 250 mil de premiação dados pela FPF

GLOBOESPORTE.COM

Roberto Fonseca iniciou Paulistão no Botafogo e pode ser campeão com o São Caetano Enquanto Santos e Santo André não decidem quem será o campeão paulista de 2010, Botafogo e São Caetano disputam neste sábado, às 18h, no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, a finalíssima do Troféu do Interior. O Azulão joga por um simples empate, já que venceu o primeiro jogo por 1 a 0, no Anacleto Campanella. O SporTV transmite a partida.


A missão do Pantera, porém, não é tão complicada. Como teve melhor campanha que o adversário na primeira fase, o Tricolor precisa de uma vitória por qualquer placar para levantar a taça pela primeira vez em sua história. Nas outras edições, os campeões foram Guaratinguetá (2007), Grêmio Barueri (2008) e Ponte Preta (2009).

Sétimo colocado após as 19 rodadas, o Botafogo chegou a frequentar o grupo de classificação às finais do Estadual, mas acabou fracassando em duelos decisivos. Para ir à final, derrotou a Ponte Preta. O São Caetano também flertou com a vaga, porém, acabou em oitavo e bateu o Oeste.


O Botafogo terá mudanças para a partida. O volante Rodrigo Pontes retorna de suspensão, mas o meia Xuxa e o atacante Adriano terão de cumprir a punição automática e não jogam. Além disso, o zagueiro Cleiton e o atacante Malaquias sentiram contusões durante a semana e ainda são dúvidas.


No São Caetano, o técnico Roberto Fonseca, que comandou o Botafogo no início da competição, não sabe se terá o volante Lucas e o atacante Luciano Mandí, machucados. Em compensação, o volante Moradei está recuperando de um problema na coxa direita e tem presença garantida no meio-de-campo.



O Pantera deve começar a partida com: Weverton, Cleiton, Freire e Rodrigo Pontes; Jonas, Augusto Recife, Andrezinho, João Henrique e Jackson; Willian e Malaquias (André Neles). Já o Azulão pode formar com: Luiz, Arthur, Marcelo Batatais, Anderson Marques e Bruno Recife; Jairo, Moradei, Fernandes e Everton Ribeiro; Hugo e Luciano Mandi (Wanderley).


O campeão não sairá do torneio apenas com um troféu. A Federação Paulista de Futebol promete o pagamento de R$ 250 mil ao vencedor.