Acesse e Curta a Fan Page

CURTA A FAN PAGE O PANTERA TRICOLOR NO FACEBOOK

domingo, 22 de agosto de 2010

Botafogo perde e profissional só em 2011

Botafogo vacila jogando em casa e perde para o CENE-MS por 1 a 0

Resultado rendeu a eliminação da equipe na Série D

Ribeirão Preto, SP, 22 (AFI) - Primeiro foi o Oeste-SP. Agora o Botafogo também dá adeus ao Campeonato Brasileiro da Série D. Jogando no Estádio Santa Cruz, o time perdeu por 1 a 0 para o CENE-MS, pela sexta rodada, na tarde deste domingo. Com o resultado, a equipe está eliminada da competição nacional.

A derrota rendeu ao Pantera a última colocação do Grupo 8, com quatro pontos ganhos. O CENE, por sua vez, bateu na trave da classificação, com nove pontos, mas levou desvantagem no saldo de gols e também está fora.

Primeiro tempo
Jogo decisivo em Santa Cruz. Só a vitória interessava aos dois times e principalmente aos donos da casa, que além de vencer, precisava de um resultado negativo do Tupi, em Juiz de Fora. Só assim para levar o Tricolor a próxima fase da Série D.

O CENE parecia disposto a surpreender o Pantera, tanto que lançou-se ao ataque e conseguiu uma boa jogada, aos 4 minutos, ganhando inclusive um escanteio. A partir deste lance começou a grande pressão do Botafogo, que não deu espaço para o adversário. Antes dos 10 minutos, conseguiu quatro escanteios e Cleber Luiz obrigou a uma ótima defesa de Carlos César. Acuado o time do Mato Grosso, as vezes conseguia sair em busca do ataque e de um gol que pudesse lhe garantir a classificação a próxima fase.

A torcida do Pantera era pequena, mas não cobrava tanto do time, mas mesmo assim o time Tricolor passou a ser dominado pelo nervosismo e lentidão. Os erros foram se avolumando e o volante Alexandre era o que mais errava e Filipi Dourado cometia muitas faltas. Aos 27, um susto. Marino, arriscou uma bola de longe e obrigou a Fernando uma importante defesa.

Aos 27, Marino cruzou na cabeça de Pablo, que subiu e cabeceou para fora. Aos 29, após cobrança de falta, rebote sobrou para Filipi Dourado, que na hora de finalizar furou feio. Motivo para a torcida começar a protestar contra o time. Aos 41, Mauricio perdeu bola no meio-campo. Douglas foi lançado e na saída de Fernando tirou o goleiro, marcando o tento do CENE para desespero da torcida do Pantera.

Segundo tempo
Para o segundo tempo José Galli Netto fez duas mudanças. Saiaram Alexandre e Filipi Dourado, entraram o meio-campista Ceará e o atacante Dimba, mas logo no primeiro minuto o CENE criou a chance para ampliar. Marino deu um leve toque na bola e antes de passar a linha do gol Petterson chegou para salvar e evitar o tento dos visitantes.

Aos seis, falta com perigo para o Botafogo. André Nelles cobrou e a bola passou rente ao gol de Carlos César. Neste momento o Pantera cresceu em campo e passou a buscar o gol de empate e a criar boas situações. Aos oito, André Nelles, fez bela assistência para Cleber, que quase fez o gol de empate.

A torcida do Botafogo pegava muito no pé de André Nelles e o treinador resolveu tirar o atacante, entrando Conrado. O panorama do jogo não mudou. Com 32 minutos, o time da casa passou a jogar com dois homens a mais em campo. A equipe teve tempo para empatar o jogo, mas não teve competência e quase tomou o segundo gol. E assim terminou a temporada do Pantera, com um verdadeiro fiasco. As férias aguardam.

FICHA TÉCNICA

Botafogo 0 x 1 CENE-MS

Local: Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto
Data: 22/08/2010
Horário: 16 horas
Árbitro: Fabricio Nery Trindade-GO
Assistentes: Jesmar Benedito Miranda de Paula-GO e Edson Antonio de Sousa-GO
Cartões amarelos: Cleber Luiz, Peterson, André Nelles, Conrado e Alex (Botafogo) Marcio José (CENE)
Cartões vermelhos: Branco, Marcio José (CENE)
Gol: Douglas 41'/1T (CENE)

Botafogo
Fernando; Maurício, Henrique Mattos, Petterson e Cléber Luís; Alexandre (Ceará), Alex, Filippi Dourado (Dimas) e Washington; André Neles (Conrado) e Rafael Gomes
Técnico: José Gali Neto

CENE
Carlos César; Chefferson, Naka, Robson e Branco; Marcio José, Marino, Douglas e Serginho. Pablo (Oliveira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário